Google tradutor

Ricardo Eletro

Jogos

TRATAMENTO DE SCHUMACHER CUSTA R$ 1,5 MILHÃO POR MÊS


Família de Michael Schumacher gasta R$ 1,5 milhão por mês com tratamentos - Getty Images
Michael Schumacher ainda está se recuperando de um grave acidente de ski sofrido há quase um ano. O ex-piloto passou seis meses em coma e agora tenta recuperar seus movimentos. Porém, para manter o piloto vivo, segundo o jornal inglês Daily Mail, a família do alemão está gastando cerca de 400 mil libras (cerca de R$ 1,5 milhão) por mês com a equipe dos médicos. O custo mensal é com relação às massagens diárias para tentar salvar os músculos atrofiados dele, nutricionistas, enfermeiras, neurologistas e outros médicos, que completariam uma equipe de 15 pessoas que o acompanham 24 horas por dia. Porém, apesar do alto custo, Schumacher está ligado a aparelhos que o ajudam a respirar e comer, além de seguir imóvel. A estrutura para cuidar do ex-piloto está toda montada uma luxuosa mansão de 40 quartos em frente ao Lago Lemano, em Genebra, na Suíça, cujo valor de venda é de R$ 138 milhões. Recentemente, um dos médicos que tratou de Schumacher, Jean-Francois Payen, afirmou que a melhora do ex-piloto é bem mínima e sinais consideráveis devem demorar a aparecer. So Falo a Verdade

Multas vão ficar mais caras e punição mais rigorosa a partir de novembro

Mudanças no Código Brasileiro de Trânsito aumentaram o risco de cadeia e o valor das multas para os infratores.
As batidas de frente são as que mais matam nas estradas brasileiras e 90% delas são provocadas por ultrapassagens perigosas. A multa de seu Raimundo já chegou: R$ 191. "Tinha caminhão na minha frente, não vi a faixa porque estava muito apagada", conta o aposentado Raimundo Faria Andrade.
Se fosse no mês que vem, a multa ia doer mais no bolso. A partir de novembro essa e outras infrações vão custar mais para os motoristas. Uma lei federal mudou 11 artigos do Código de Trânsito.
Algumas multas ficam dez vezes mais caras. Multas por ultrapassar na faixa contínua, em pontes, viadutos ou pela direita, usando o acostamento, vão passar de R$ 191 para R$ 957. Já a chamada "ultrapassagem forçada" é a que ficou mais cara.
"No caso dessa ultrapassagem proibida estar forçando passagem vai para R$ 1915. E, agora, com esses novos valores, nós acreditamos que muitos desses motoristas vão desistir de efetuar essa infração pelo próprio valor financeiro", acredita o inspetor Aristides Amaral Junior, da Polícia Rodoviária Federal de Minas Gerais.
A legislação também ficou mais rigorosa para crimes de trânsito. Hoje quem é flagrado dirigindo embriagado e machucar ou matar alguém cumpre pena em regime aberto ou semi-aberto. Com a nova lei, esse motorista que bebeu pode cumprir pena sem deixar a prisão.
Vai dar cadeia também beber, fazer pega e ferir alguém: pena de três a seis anos. Quem participa de rachas hoje paga R$ 575; a partir de novembro, a multa passa para R$ 1.915.
"As pessoas continuam achando que é natural beber e dirigir. Com o endurecimento da penalidade, eu acredito que isso deva reduzir um pouco. Pelo menos, não pelo medo de matar, mas pelo medo de ser preso", diz Osias Baptista, consultor em transporte e trânsito. G1

JOVEM DESAPARECIDA EM JACOBINA VOLTA PRA CASA

Segundo informações da família, a jovem Wigna da Conceição Nascimento, 14 anos, mais conhecida como Michele Mesquita,que estava desaparecida desde a tarde de quinta-feira, foi encontrada. A mãe da jovem foi informada que a garota já está na casa do pai. Em breve mais detalhes. Bahia Acontece

Polícia: Após denúncia, PM apreende animal silvestre e armas na Zona Rural de Conquista

Fotos: Divulgação | 77ª CIPM
Fotos: Divulgação | 77ª CIPM
Uma denúncia levaram o Instituto do Meio Ambiente e Recursos Hídricos da Bahia (INEMA) e agentes da 77ª Companhia Independente da Polícia Militar, até uma propriedade na Fazenda Caiçara, Zona Rural de Vitória da Conquista, na manhã de segunda-feira (27).
10734260_794392790623605_3134879383518489589_n
No local foram encontradas barracas, armadilhas para captura de animais silvestres e quatro espingardas com munições. O tatu foi levado ao Centro de Triagem de Animais Silvestres (CETAS) e o armamento ao Distrito Integrado de Segurança Pública (DISEP). Os autores pelos delitos não foram encontrados. Blog do Anderson

Garrafões de água terão de ser vendidos com selo da Sefaz

  • Sefaz realizará fiscalização em novembro
A partir deste sábado, 1º , todos os garrafões de 20 litros de água mineral terão que ser vendidos ao consumidor portando no lacre o selo fiscal registrado pela Secretaria da Fazenda do Estado (Sefaz-BA). Os comerciantes ou empresas de água que não cumprirem a determinação receberão multa de R$ 90 por garrafão sem o selo. A medida foi tomada para garantir a procedência da água, além de tentar combater à concorrência desleal e à sonegação de impostos no setor. O selo não implica em custo adicional, pois o valor desembolsado com a aquisição do selo será utilizado como crédito na quitação do imposto devido pelas empresas.
A Sefaz informa que em novembro vai realizar operações especiais para fiscalizar o cumprimento da obrigação. Outra medida adotada pela secretaria é a disponibilização de um canal para que consumidores e comerciantes possam aferir a autenticidade do selo. É necessário acessar o site da secretaria, clicar no ícone 'Selo fiscal - autenticidade' e digitar o número de série do produto, informado em cada selo. 
Desde outubro já estava em vigor a obrigatoriedade do selo para as empresas de água, que já foram alvo de operações especiais de fiscalização ao longo do mês. O cronograma de implantação da medida estabeleceu um prazo maior para o comércio, permitindo assim o escoamento dos garrafões adquiridos antes da vigência do selo.
O cidadão que encontrar alguma irregularidade pode denunciar por meio do telefone 0800 0710071 ou 71 3118-1555 (ligações de celular da Região Metropolitana de Salvador - RMS). Existe ainda a opção de fazer a denúncia via WhatsApp, pelo 9990-0071, que fica disponível 24 horas.
Selo
O selo tem as medidas de 20 x 40 mm; o nome SEFAZ-BA, em maiúsculas, na parte superior; o brasão do Estado da Bahia e, logo abaixo, a expressão Selo Fiscal de Controle de Água Mineral.
De acordo com a secretaria, foram incluídos diversos elementos para atestar a originalidade do adesivo, como uma barra holográfica do lado esquerdo, tarja geométrica positiva e um fundo invisível que, em contato com a luz, mostra a inscrição ORIGINAL SEFAZ/BA - também em maiúsculas. O adesivo apresenta ainda a inscrição da empresa envasadora do produto e a data de validade do selo.
Para identificar se a água é mineral ou adicionada de sais, do lado direito deve existir uma tarja verde com a palavra minieral (para a água mineral), ou uma azul, com a palavra adicionada (para a água adicionada de sais). A Tarde

FAMÍLIA PROCURA POR ADOLESCENTE DESAPARECIDA EM JACOBINA



31/10/14- A senhora  Lúcia da Conceição, moradora do Condomínio vivendas da Lagoa procura por sua filha. Wigna da Conceição Nascimento, 14 anos, mais conhecida como Michele Mesquita, está desaparecida deste às 15h desta quinta feira (30).  A  sua mãe disse que ela saiu de casa por volta das 15 horas  e não voltou mais nem deu notícias.  Ela estava com um vestido branco e calçava sandálias havaianas. O caso foi levado ao conselho Tutelar de Jacobina e um fato que chamou a atenção dos conselheiros é que, no FACEBOOK, Michele se apresentava como maior de idade,18 anos. Outro fato curioso foi uma postagem que ela fez na rede social  de uma imagem com a seguinte frase: Se eu te convidar para fugir, será que você aceita? Segundo os conselheiros, isso pode ser o indício de que ela tenha fugido com alguém. O caso já foi registrado na Polícia Civil que já investiga o perfil de algumas pessoas que fazem parte da rede de amigos de Michele no Facebook.  Qualquer informação sobre a garota pode ser passada pelos telefones 74 3621 4570 / 8140 7555 do Conselho Tutelar ,  para o 190 da PM ou para 153 da Guarda Municipal.

Emerson Rocha / Bahia Acontece

Fortalecimento e desenvolvimento territorial são discutidos pela sociedade civil e poderes públicos


Apresentação do Projeto de apoio a estrutura da cadeia produtiva de flores no Piemonte da Diamantina, o programa Bahia Produtiva de Desenvolvimento Rural Sustentável, a Feira de Tradições Culturais (I Fetrac) e a reestruturação do Colegiado Territorial, foram os principais assuntos discutidos durante reunião do Conselho Regional de Desenvolvimento sustentável dp Piemonte da Diamantina (Codep), realizada nesta quarta-feira, 29, no Sindicato dos Comerciários de Jacobina.
Quanto a importância da reestruturação do Colegiado Territorial, o representante da Secretaria de Planejamento da Bahia (Seplan/Ba.), João Alberto, destacou a importância da contribuição dos colegiados territoriais para o desenvolvimento regional e para o fortalecimento da democracia. Segundo ele, os colegiados possibilitam um diálogo mais fortalecido entre a população e o Estado, no sentido de apontar, sugerir e até mesmo exigir, com a prerrogativa de está sendo representado por um foro, a implantação e implementação de políticas públicas. "Os colegiados são espaços de criação de políticas públicas, com o papel de nortear as implantações destas”, destacou.
O gerente do escritório regional da EBDA, em Jacobina, Renato Coelho da Silva Filho, apresentou o Projeto de apoio a estrutura da cadeia produtiva de flores, que concorre ao Proinf 2014 (Projetos de Infraestrutura e Serviços em Territórios Rurais).  Orçado em 375 mil reais, o projeto visa incrementar e fomentar o plantio de rosas no território. O prefeito Arnaldo Filho, de Caém, garantiu a contrapartida. A sede para distribuição de mudas será no município. “O projeto irá contribuir para a qualificação de processos produtivos e econômicos da agricultura familiar no Território Piemonte da Diamantina”, salientou Renato.
O Proinf visa o combate a pobreza, a redução das desigualdades sociais, a inclusão produtiva e o fortalecimento da agricultura familiar. O Programa que é realizado através de parcerias com estados e municípios tem apoiado a aquisição de equipamentos e a construção de infraestrutura para a produção.
Estava previsto para acontecer também na reunião, a discussão sobre a saída dos municípios de Serrolândia e Capim Grosso, do Piemonte da Diamantina para o Território Bacia do Jacuípe, mas por falta de representantes suficientes das entidades e instituições filiadas ao Codep e, inclusive, de representantes dos municípios que apresentaram o interesse pela transferência, não teve quórum para oficializar a discussão sobre o assunto.
Dirigentes de entidades e instituições filiadas ao Codep e representantes de organizações e movimentos sociais presentes ressaltaram a necessidade de uma participação maior da sociedade civil nas discussões territoriais e como proposta de uma reflexão mais avançada sobre as estratégias de fortalecimento e de articulação do colegiado territorial, se comprometeram em apoiar e ajudar a implantar, os grupos de trabalhos (GT’s), nas mais diversas áreas de interesse da sociedade, como saúde, educação, agricultura, meio ambiente, cultura, segurança, comunicação e outros.

O dia em que os tabaréus fizeram a diferença

Graças à grande contribuição de um povo lutador, trabalhador e que sabe respeitar o seu próximo, se confirmou o segundo mandato da presidenta Dilma Rousseff. No domingo, 26, o Nordeste foi a grande base de apoio à reeleição. Conforme dados do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), a candidata petista conseguiu convencer sete de cada dez eleitores da região. Ela venceu nos nove Estados. A maior vantagem foi registrada no Maranhão, onde Dilma conseguiu 78,76% dos votos. Em segundo lugar ficou o Piauí, com 78,30% dos votos para a petista.
A vitória da petista despertou a ira dos eleitores do candidato derrotado Aécio Neves (PSDB). Logo após o anúncio do resultado da reeleição, uma vitória de 51,64% dos votos, muitos iniciaram na internet campanhas de difamação contra o Partido dos Trabalhadores e diversas mensagens discriminatórias contra os nordestinos. Um afronte à igualdade entre as pessoas e suas origens
Um dos mais ridículos e infames comentários partiu do Coronel Telhada, candidato eleito a deputado estadual pelo PSDB de São Paulo. Num criminoso ato de xenofobia discriminou os nordestinos ao pregar segregação. Em um dos trechos da infeliz colocação, o Coronel diz: "Já que o Brasil fez sua escolha pelo PT entendo que o Sul e Sudeste (exceto Minas Gerais e Rio de Janeiro que optaram pelo PT) iniciem o processo de independência de um país que prefere esmola...”
As palavras deste desajuizado paulista deixam explícito o sentimento de ódio e a falta de respeito e de amor ao semelhante. O que está acontecendo neste período pós-eleitoral é a maior exposição da xenofobia praticada por uma cambada de parvos do sul e sudeste do país. Se os que se acham superiores usassem da coerência ou no mínimo da peculiar humildade do povo nordestino, talvez o candidato tucano pudesse bicar o seu intento.
As enxurradas de palavrões e desconsiderações em todos os aspectos inflamaram o sentimento de pertencimento da população, principalmente dos eleitores, de todo o Nordeste. Mais uma vez os antes taxados de “ tabaréus e barrigas secas”, atualmente com suas barrigas cheias, fizeram novamente a diferença e mostraram que em qualquer que seja o momento prevalece o bom senso.
Em resposta à declarações preconceituosas, um texto postado em uma rede social, em resposta a uma sulista, um nordestino elencou algumas condições para que seja aceita a separação, com a construção de um muro, das regiões norte e nordeste com o restante do país. Entre as inúmeras coisas enumeradas está o de devolver para o nordeste toda a sua gente que saiu desde a década de 40 para ajudar a construir cidades como a de São Paulo e Rio de Janeiro. Segundo do autor do post, caso ocorresse o retorno dos nordestinos, inclusive seus descendentes, a economia destas mega-metrópoles quebraria, pois além de empregadas domésticas e motoristas de ônibus, vai faltar professores, médicos, engenheiros e administradores. Outra condição é que não poderão mais ter acesso às obras de Jorge Amado, Ariano Suassuna, Rui Barbosa, Graciliano Ramos, Aluísio de Azevedo, Castro Alves, José de Alencar, João Ubaldo Ribeiro, entre outros.
Nordestinamente falando:
Deu chabu mais uma vez a esparrela dos bexiguentos que queriam lavar a égua na eleição, com usura e na tora. Ainda bem que os que não gostam dos chamados tabaréus moram nos cafundós do judas.
Como disse Euclides da Cunha: “O sertanejo é, antes de tudo, um forte”.

Por Gervásio Lima – Jornalista e historiador

Duas pessoas morrem e o DJ Rafa Guedez sobrevive em um grave acidente de carro na BA 131 no município de Caém


Por volta das 17:20h desta quinta, 30, houve um acidente automobilístico na BA 131, próximo ao povoado de Quebra Coco no município de Caém.

Segundo informações, havia três pessoas de Jacobina em um veículo Corsa Sedan sendo que apenas um sobreviveu.
Ainda de acordo com informações, o sobrevivente é o DJ Rafa Guedez. Os mortos foram identificados como Dj Chaolin e Sandro Araújo, 26 anos,  ex cantor da No Bit.

A Polícia Rodoviária Estadual já se deslocou para o
local. O DPT já se deslocou para recolher os corpos.
Aguarde mais informações...
Fonte: Augusto Urgente!

Moradores do Vivendas da Lagoa pedem a L Marquezzo providências com as rachaduras em prédios

Manhã de quinta, 30/10, e aqui no loteamento Vivendas da Lagoa moradores cobram providências com as rachaduras em pelo menos 7 prédios.

Os moradores viviam preocupados com a queda dos apartamentos devido às rachaduras.  Após uma análise com engenheiro a construtora L Marquezzo descobriu que os blocos foram colocados uns sobre os outros, sem a chamada amarração,  causando as rachaduras verticais.

A empresa esteve no local para solucionar o problema, e começou a aplicar apenas uma massa corrida, sem realizar nenhuma amarração. Os moradores não aceitaram o cala-boca e a empresa ficou de retornar para dá uma solução é até então nada foi feito.
Fonte: Augusto Urgente!
O sindico Valter Souza busca solução para o problema

JACOBINA: CAMINHÃO ARRASTA FIO E DERRUBA MOTOTAXI AO LADO DO GINASIO DE ESPORTES

Um caminhão baú, ao passar em frente ao Ginásio de Esportes, arrastou uma gambiarra usada durante os jogos abertos no fim de semana e , ao cruzar a avenida em direção a av Lomanto Jr derrubou um mototaxista que aguardava no local. O mototaxi Max foi puxado pela perna. Apesar do susto, o rapaz não ficou ferido e comemora, pois a gambiarra estava eletrizada. A Guarda Municipal registrou a ocorrência.  Bahia Acontece

Atenção para as mudanças no trânsito em Jacobina

Manhã de quarta, 22, e aqui na Av Orlando O Pires prepostos do SMTT orientam o trânsito nas novas mudanças.

A Av Orlando Oliveira Pires, trecho da Rua Margem Rio do Ouro e Senador Pedro Lago se tornaram mão única.

 Está sendo implantado o chamado 'binário' e a Av Orlando O Pires agora é sentido único. Os veículos só poderão trafegar da região Oeste para a Leste da cidade. Ou seja: do Bairro da Caeira Para a Matriz à partir do semáforo do Clube 2 de Janeiro. Para quem está na Praça da Matriz não poderá seguir pela avenida, terá que seguir pela Rua Senador Pedro Lago que também é mão única, pegando a Praça Rio Branco, Manoel Novais e Praça 2 de Julho.

Neste início de manhã o trânsito segue congestionado, pois muitos foram pegos de surpresa e reclamam da falta de informação com antecedência. Pessoas falam que a Rua Manoel Novais não irá comportar o grande fluxo de veículos que seguirão da região Leste para a Oeste da cidade. Apesar de ser estreita, há estacionamento o que dificulta a passagem de pedestres e veículos grandes.
Fonte: Augusto Urgente!

EBOLA" PODE TER SURGIDO PELO CONSUMO DE CARNE DE MORCEGO NA ÁFRICA

A recente epidemia de ebola pode ter sido iniciada em uma vila na Guiné, leste africano, quando uma comunidade consumiu carne de morcego. 

A primeira pessoa a se alimentar do animal teria sido uma criança, apelidada de infante zero. Ela vivia no vilarejo de Gueckedou, uma região em que esse tipo de carne é consumida frequentemente. Segundo a rede BBC, a família deste paciente disse ter caçado duas espécies de morcego conhecidas por hospedar o vírus. A criança morreu em dezembro de 2013. 
 

Estima-se que na Bacia do Congo, por exemplo, as pessoas comam cinco milhões de toneladas de carne de animais selvagem por ano. A questão é que alguns desses animais podem estar contaminados e transmitir uma série de doenças. Os morcegos são hospedeiros ideais por oferecerem grande resistência ao vírus.  Por meio de suas fezes ou mesmo de algumas frutas que tocaram, eles podem infectar animais como chimpanzés e gorilas, que também servem de refeições para este determinado povo. Mas ainda não se sabe exatamente como o ebola é transmitido de animais para humanos. 

Em entrevista à BBC Brasil, Johnathan Ball, virologista da Universidade de Nottingham: "O vírus teria que primeiramente ganhar acesso via sangue, contaminando células, para se replicar", disse. A maioria dos consumidores da carne de animais selvagens já compra o produto cozido ou defumado. O risco é muito maior para quem manuseia o material cru. Em Gana, país que ainda não foi afetado pelo ebola, mais de 100 mil morcegos são mortos anualmente. Uma recente enquete revelou que caçadores frequentemente tiveram contato com o sangue dos animais e em alguns casos foram mordidos ou arranhandos por eles.

A atual epidemia de ebola mostra que, embora as chances de infecção sejam raras, elas são possíveis. A doença tem origem animal. Apesar disso, a disseminação do vírus, do infante zero até agora, teria sido causada por contatos humanos. Na Libéria, um dos países mais afetados pela atual crise, a venda de carne de animais selvagens foi proibida. Mas há quem alegue que este tipo de decisão vá apenas forçar que a venda deste tipo de carne ocorra num mercado negro, além da questão cultural. Itambé Verdade

Jacobina recebe oficinas de Educação Patrimonial e ICMS Cultural

Nos dias 22 e 23 de outubro, o município de Jacobina, localizado a 330 km de Salvador, no Norte da Bahia, vai sediar uma Oficina de Educação Patrimonial na qual também estará em pauta a discussão acerca do projeto ICMS Cultural. Este projeto tem como principal objetivo propor ao Governo do Estado a inclusão do critério Patrimônio Cultural na Lei de redistribuição do ICMS aos municípios baianos. As atividades serão ministradas por técnicos do Instituto do Patrimônio Artístico e Cultural (IPAC), órgão vinculado à Secretaria de Cultura do Estado da Bahia (SecultBA).

No dia 22, das 9h às 12h, haverá Oficina de Educação Patrimonial voltada para alunos do ensino fundamental / médio e, das 14h às 17h, terá formação de professores para desenvolvimento de atividades pedagógicas `intra´ e `extra´ sala de aula. Já no dia 23, das 9h às 12h, a Oficina de Educação Patrimonial será destinada a gestores, professores, associações e demais interessados nas questões patrimoniais. Por fim, das 14h às 17h, acontecerá a discussão sobre o Projeto ICMS Cultural - critério patrimônio cultural (esta última, conduzida pela diretora geral do IPAC, Elisabete Gándara, a diretora de Preservação do Patrimônio Cultural, Etelvina Rebouças, e a gerente de Patrimônio Material, Nara Gomes).

A consultora do IPAC, Milena Rocha, explica que a Educação Patrimonial é um processo voltado para a aquisição de valores e comportamentos que permitam reconhecimento, valorização e preservação do patrimônio cultural. "Apropriar-se de seu patrimônio é identificar-se nele, é fortalecer o senso de pertencimento ao grupo do qual ele representa simbolicamente a identidade. Significa construir uma identidade a partir de traços de um passado comum", ressalta.

A mobilização para a oficina está contando com o apoio de representantes territoriais, da Secretaria de Educação e Cultura de Jacobina e da DIREC 16. Eventos com a mesma proposta já foram realizados este ano nos municípios de Mucugê (Chapada Diamantina), Cachoeira (Recôncavo) e Ilhéus (Sul da Bahia), onde tiveram grande aceitação por parte da sociedade civil (saiba mais no link http://migre.me/mjrlj).

Não há necessidade de inscrição individual, mas os interessados estão sujeitos à lotação do espaço e o recomendado é chegar antes do horário marcado. A inscrição prévia é requerida no caso de grupos a partir de três pessoas. A ficha de inscrição, disponível para download no link http://migre.me/mnc67, deve ser preenchida e enviada para o email coad.ipac@ipac.ba.gov.br. Toda a programação ocorrerá no Auditório da Biblioteca Municipal Afonso Costa, localizado na Rua Melchior Dias, s/n, Centro.
Dados sobre ICMS cultural podem ser obtidos na Coordenação de Articulação e Difusão (Coad) do IPAC, via endereço coad.ipac@ipac.ba.gov.br e telefone (71) 3116-6945. Fique informado ainda via site do IPAC http://www.ipac.ba.gov.br, Facebook Ipacba Patrimônio e Twitter @ipac_ba.

Box opcional - ICMS CULTURAL: ICMS é a sigla do imposto sobre operações relativas à circulação de mercadorias, prestações de serviços de transporte interestadual, intermunicipal e de comunicação. A experiência de ICMS Cultural já é aplicada no estado de Minas Gerais há 20 anos com adesão de cerca de 80% dos municípios desse estado e tem servido de base para a proposta baiana através da consultoria da Fundação João Pinheiro. O objetivo do ICMS Cultural é estimular a territorialização e fomentar a preservação do patrimônio cultural em âmbito municipal. É uma das ações prioritárias do IPAC, alinhada às ações da Secretaria Estadual de Cultura (SecultBA), para que juntos, municípios e Estado, estabeleçam e implantem uma política de preservação do patrimônio cultural, estimulando a preservação do patrimônio.


Assessoria de Comunicação - IPAC, em 20.10.2014
Jornalista responsável Geraldo Moniz (DRT-BA nº 1498)
(71) 8731-2641, 9922-1743
Texto-base: Anderson Sampaio (estagiário de jornalismo)
Edição: Silvana Malta (coordenadora de jornalismo - DRT-BA nº 1907)
(71) 3117-6490, 3116-6673, 9663-8438
Facebook: Ipacba Patrimônio
Twitter: @ipac_ba


Terraplanagem do terreno da fábrica de torres eólicas pode começar em menos de um mês

Prepostos da empresa Andrade Gutierrez, grupo que opera nas áreas de Engenharia e Construção, Telecomunicações, Energia e Concessões Públicas, estiveram em Jacobina, nesta quinta-feira, 17, em contato com o prefeito de Jacobina, o vice-prefeito e diretores municipais de Meio Ambiente e Tributos, para providenciar as devidas liberações para início da obra de construção da fábrica, que ficará localizada às margens da BR 324, próximo ao assentamento Tombador.
De acordo com Flávio Pires da Silva, gerente de Implantação de Projetos e Construções Industriais da Andrade Gutierrez, a previsão é de que a construção dure cerca de oito anos. Serão fabricados torres eólicas para ser entregues não apenas ao Parque Eólico Casa dos Ventos, mas também a qualquer outra empresa interessada. “Somos parceiros da Alstom, que é responsável pela fabricação dos aerogeradores que usamos em nossas torres, mas não estamos obrigados a vendê-las apenas a Alstom; outras empresas adquirirão nossas torres”.
O processo de implantação de energia eólica está de vento em popa no País. Existem no Brasil apenas 2% de projetos já implantados e funcionando. Ainda existe um mercado incrível à disposição. E as fábricas são imprescindíveis no processo, embora existam em número ainda insuficiente no País.
Um aspecto interessante na instalação da fábrica é a geração de empregos. Estima-se que cerca de 250 empregos diretos serão criados nos oitos anos necessários à construção da obra. Após a implantação do Parque, prevê-se a geração de cerca de três mil empregos. Além disso, a Andrade Gutierrez aproveitará a estrutura do Instituto Federal da Bahia, para treinar mão de obra local. Os selecionados farão treinamento em Canoas, RS, onde existe uma fábrica com estrutura próxima à da fábrica que será instalada em Jacobina.
A expectativa de consumo num raio de quinhentos quilômetros que serão atendidos pelo Parque Eólico a ser instalado em Jacobina, é de 29 gigas e, para isso, serão necessárias cerca de sete mil torres.
O Município de Jacobina está fazendo sua parte para agilizar todo o processo. Obedecidos todos os critérios pela empresa, as licenças necessárias serão liberadas rapidamente, já que a PMJ reconhece o interesse social do projeto. Além disso, o Executivo enviou e a Câmara aprovou anistia fiscal por tempo determinado.

ASSCOM PMJ.

Estudantes de centros profissionalizantes apresentam trabalhos em evento territorial


A cidade de Saúde sediou nesta quinta-feira, 16, a ‘1ª Mostra Territorial de Educação Profissional da Bahia’. O evento que foi realizado na Praça Coronel Albino Pereira, teve o objetivo de promover e valorizar os trabalhos realizados na rede estadual de ensino. Para a mostra territorial foram convidados centros profissionalizantes de todo o território Piemonte da Diamantina e do município de Morro do Chapéu. O evento contou com exposições de trabalhos nas áreas de meio ambiente, saúde, agronegócio, agricultura, agropecuária e informática.

O melhor trabalho apresentado pelas instituições de ensino será apresentado na ‘Mostra Estadual de Educação Profissionalizante’ que ocorrerá em Salvador, entre os dias 28 a 30 de outubro, na Arena Fonte Nova, durante a realização do 3º Encontro Estudantil da Rede Estadual de Educação.

A Mostra contou com apresentações e exposições dos eixos ‘Gestão e Negócios’ e ‘Meio Ambiente e Saúde’. Foram apresentados trabalhos como a ‘Colheitadeira Inteligente e o Pulverizador Baiano’, dos estudantes de Morro do Chapéu; o ‘Canteiro Produtivo e o Minhocário Rústico’ (Saúde). Temas relacionados ao eixo de saúde, como ‘A vida em primeiro lugar’ e ao eixo de meio ambiente, como ‘A degradação ambiental da Cachoeira dos Alves: Ponto Turístico de Jacobina’, dos estudantes das cidades de Miguel Calmon e Jacobina, respectivamente, também fizeram parte das apresentações.

De acordo com a professora Vasti Sampaio, representando a diretoria da Direc 16 (Diretoria Regional de Educação), a Educação Profissional é um projeto que insere os jovens no mundo do trabalho, promovendo o acesso dos estudantes ao conhecimento científico, às artes e à cultura, oportunizando aos mesmos a inserção do mercado de trabalho, com atuação em seus territórios, nos seus municípios de origem. “A realização do evento é uma forma divulgar para a sociedade a produção dos estudantes e os seus potenciais; é uma oportunidade para que eles sejam avaliados, estimulados, vistos e tenham o reconhecimento por seus esforços”, declarou. Estiveram presentes, além de professores, diretores e estudantes, representantes de órgãos públicos do Estado como a CAR (Companhia de Desenvolvimento e Ação Regional), representada pelo seu diretor Eduardo Menezes e os técnicos Paulo Sérgio Gondim e Paulo Martins; a Secult/Ba (Secretaria de Cultura do Estado da Bahia), com a presença de Inaiara Nunes e da Seplan/Ba (Secretaria de Planejamento da Bahia), na pessoa de Gervásio Lima, que na oportunidade palestrou sobre a importância e o significado da ‘Política Territorial.

Histórias de um filho de Pedreiro'

Histórias de um filho de Pedreiro' é uma coletânea de artigos do jornalista e historiador jacobinense, Gervásio Lima.

Meio Ambiente, Turismo, Política, História, Denúncia, Mundo, entre outros temas estarão presentes nas páginas ilustradas com desenhos alusivos aos assuntos e temas abordados.

AGUARDEM!!!

Jacobina será destaque no Programa Aprovado do próximo dia 18

O município de Jacobina será destaque novamente no programa “Aprovado!”, da Rede Bahia de Televisão, afiliada à TV Globo. No próximo dia 18 de outubro (sábado), a partir das 8 horas, estarão sendo exibidas duas matérias sobre a história e as belezas naturais de Vila de Itaitu e a produção de doce do distrito de Caatinga do Moura.
O historiador e jornalista jacobinense, Gervásio Lima, foi o convidado para narrar a história do povoamento de Itaitu e a importância da localidade para a história política, administrativa, cultural e turística de Jacobina. 
A equipe que produziu o material jornalístico, comandada pela diretora de produção, Mira Silva e o repórter Pablo Vasconcelos, recebeu o apoio da ASPAFF Chapada Norte (Associação da Ação Social e Preservação da Água, Fauna e Flora da Chapada Norte), entidade que desenvolve projetos na comunidade de Itaitu.
Deverão ser exibidos nos próximos programas também, um material sobre as ruínas da Igreja das Figuras, localizadas entre os municípios de Mirangaba, Caém, Saúde e Jacobina e o Parque das Sete Passagens, em Miguel Calmon.









Pedestre: respeito é bom e está na lei



  
A Semana Nacional do Trânsito deste ano, realizada entre 18 e 25 de setembro, visa conscientizar todos os atores do trânsito, sejam motoristas de automóveis, ônibus e caminhões ou motociclistas, a proteger e dar prioridade ao pedestre. Também não é por menos: no primeiro semestre de 2014, diariamente 370 pedestres envolveram-se em acidentes de trânsito no Brasil, segundo dados da Seguradora Líder, administradora do seguro DPVAT no País. E as estatísticas, embora imprecisas, são alarmantes. Em 2011, das 43.256 mortes no trânsito, 11.805 vítimas fatais eram pedestres, ou seja, 27%. 
“Os pedestres são os mais vulneráveis no trânsito. Os demais atores têm lataria ou equipamentos e dispositivos de segurança que ajudam na proteção em caso de um acidente”, afirma o diretor-presidente da Seguradora Líder, Ricardo Xavier. As provas de que os pedestres são os mais sujeitos a falecerem em decorrência de um acidente são, de novo, as estatísticas. Das indenizações pagas por morte pelo DPVAT entre janeiro e junho deste ano, 31% foram destinadas a acidentes envolvendo pedestres. “No primeiro semestre, realizamos o pagamento de 7.806 indenizações por morte para família de pedestre, uma média de 43 óbitos por dia”, alerta Xavier. 
Ao contrário da abordagem simplista dada apenas à importância da faixa de segurança, semáforos e outros, a Semana Nacional de Trânsito deste ano quer reforçar o conceito de segurança dos mais vulneráveis. Assunto previsto em lei. O artigo 29, XII, parágrafo 2º do Código de Trânsito Brasileiro, versa que: “Respeitadas as normas de circulação e conduta estabelecidas neste artigo, em ordem decrescente, os veículos de maior porte serão sempre responsáveis pela segurança dos menores, os motorizados pelos não motorizados e, juntos, pela incolumidade dos pedestres”. Em resumo, os veículos maiores têm de zelar pela segurança dos veículos menores. E todos devem dar prioridade à segurança do pedestre. msn
Motos e pedestre

Siga por e-mail